Senhor, é tua graça e é teu amor que capacitam meu coração a crer, a esperar e a amar. Posso ir a teu encontro e abraçar-te como meu verdadeiro amigo. Posso confiar em ti, meu bondoso Pai. Tu és um mar de graça, de consolo e amor.
Johannes Tauler (1300-1361)

E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai.
(João 1:14)

O relato do nascimento de Jesus para João é menos narrativo e mais teológico. A Palavra Eterna de Deus veste as roupas dos homens, torna-se Palavra Encarnada, vivida, testemunhada na vida e pessoa de Jesus Cristo. A graça e a verdade deixam de ser conceitos abstratos e passam a incorporar a realidade humana. “Quem vê a mim, vê o Pai” afirmou Jesus com a certeza de que “eu e o Pai somos um”. Deus e o homem encontram-se no Deus/homem, Jesus Cristo.

Em Cristo podemos ver a glória de Deus. Para um político influente, sua glória é mostrar seu poder; para uma modelo, sua glória é desfilar nas melhores passarelas do mundo e mostrar toda sua beleza; para um atleta, sua glória é subir no pódio e receber a medalha de ouro. Qual é a glória de Deus? Mostrar seu amor eterno pelo homem em seu Filho Jesus Cristo.

Como você e a igreja podem refletir a glória de Deus em Cristo Jesus?

Intercessão

Ore para que a igreja reflita a glória de Deus e não a glória de seus próprios projetos e grandeza.

Hino

Que a beleza de Cristo se veja em mim,
Toda a sua admirável pureza e amor;
Ó tu, chama divina, todo o meu ser refina,
Té que a beleza de Cristo se veja em mim.

Oração

Glorioso Deus, o mundo esperou por um grande rei, vestido com vestes reais, entrando em Jerusalém com toda pompa e majestade. Na verdade o que vimos foi um homem puro, que negou o poder, amou a justiça e foi condenado a morte de cruz. Foi ali, no topo do Calvário, nu e abatido, rejeitado por todos que vimos a tua glória. Permita, ó glorioso Deus, que a glória da tua igreja seja também contemplada pela mesma cruz de Jesus cristo. Amém.