O filme O resgate do soldado Ryan conta a história de um esquadrão de resgate enviado, na Segunda Guerra Mundial, para salvar um soldado em situação perigosa. Um após o outro, os membros do pelotão foram sacrificados por causa do soldado.

Mortalmente ferido e próximo da morte, o líder do pelotão chama o jovem Ryan e lhe diz: “Seja merecedor.” Alguns homens deram a vida para resgatá-lo. Ele precisava ser grato por tal sacrifício, pois devia a vida aos que o resgataram.

O apóstolo Paulo também sentiu-se endividado. Cristo sacrificou-se a si mesmo para pagar os pecados dele e livrá-lo do julgamento e morte. A reação de Paulo? “Pois sou devedor tanto a gregos como a bárbaros, tanto a sábios como a ignorantes” (Romanos 1:14). Por que o apóstolo estaria endividado com eles? Os gregos e bárbaros não haviam morrido por ele, nem os sábios e os ignorantes. Mas Cristo havia morrido, sim. O sacrifício do Filho de Deus a seu favor fora tão impressionante que Paulo sentiu dever a todos, e tinha de assegurar que todos ouvissem sobre o amor redentor de Deus. Seu sentimento de dívida com Cristo o tornou devedor com todos os que necessitavam do Salvador.

Leave a Reply

Your email address will not be published.